quarta-feira, 18 de julho de 2007

IN SANUS


Colcha de retalho
no talho da mente
Rouba meu sono e me
deixa demente
Põe som na minha voz
Que ecoa estridente
Abre a minha boca
Caixa oca
oca dos dentes
Tira minha fala
Mas me deixa eloqüente
E me faz tão somente
ser gente



3 comentários:

  1. Lindas fotos!
    Além disso você escreve muito bem, tio! Adorei seu blog, é ótimo poder ter acesso fácil às pequenas coisas das pessoas de quem gostamos!
    Um grande beijo

    Carol

    ResponderExcluir
  2. É aqui na internet que encontramos maravilhas como esta que acabo de ler.
    Seus textos são maravilhosos. Parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Ser gente... Eis o grande desafio da humanidade. O caminho para isso deve ser mesmo uma colcha de retalhos que entre coloridos e opacos compõem um todo que pode ser muito harmonioso e belo. Tão belo quanto ser gente.

    ResponderExcluir